O que a filha de Obama e o de Eduardo Campos não têm em comum

Compartilhe esse artigo! Facebook +Google Twitter Pinterest



João tem 22 anos. Frequentou boas escolas e teve acesso a uma série de oportunidades em educação. Ele cursa engenharia civil na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e tem desejo de ingressar na política. Não seria estranho se João fosse contratado como estagiário de uma construtora ou se envolvesse em grêmios.

Mas João Campos é filho do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos e mesmo antes de concluir o ensino superior será como chefe de Gabinete do Estado, trabalhando diretamente com o governador Paulo Câmara (PSB). E o seu salário líquido? R$ 7.787,43 — vencimento do antecessor Ruy Bezerra.

O chefe de Gabinete é o braço direito do governador nas questões administrativas do estado. É um trabalho que exige qualificação. Para se ter ideia, Ruy Bezerra é formado em Direito pela Faculdade de Direito do Recife com pós-graduação em Gestão Pública e Controle Externo, pela Universidade do Estado de Pernambuco (UPE) e auditor das Contas Públicas do Tribunal de Contas do Estado (TCE/PE), desde 1996.

As diferenças entre João e Ruy expõem as rachaduras no discurso do próprio pai de João, que construiu ao longo de sua trajetória política um discurso que valorizava a meritocracia. A irmã de João, Maria Eduarda também assumiu um cargo na Prefeitura do Recife, no início de fevereiro.

A ideia de ter um jovem, que ainda não concluiu o ensino superior, em um cargo tão elevado irritou os pernambucanos. Em protesto, a população lançou a hashtag #MeuPrimeiroEmprego para comparar suas experiências. E, claro, elas surgem com salários relativamente baixos e cargos de pouco prestígio. Veja abaixo alguns exemplo:
Compartilhe esse artigo! Facebook +Google Twitter Pinterest

Nenhum comentário: