Delegada diz que mãe acusada de espancar filho de 2 anos só não foi presa porque não havia mais flagrante

Compartilhe esse artigo! Facebook +Google Twitter Pinterest
Yana Oliveira teria agredido o filho de 2 anos a socos





A delegada titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), Juliana Gomes Tuma, 35 anos, disse à Assessoria de Imprensa da Polícia Civil que a mãe do pequeno Cauã, Yana Oliveira, de 19 anos, suspeita de espancá-lo com socos e sabe lá mais o quê, não ficou presa porque “a suposta agressão ocorreu dois dias antes de o caso chegar à delegacia, não havendo, portanto, situação flagrancial”.





Delegada Juliana Tuma, titular da Depca (Foto: Divulgação)



“Mas a mãe foi indiciada criminalmente por lesão corporal e violência doméstica e a criança foi retirada temporariamente do poder da mãe e agora está sob os cuidados da avó paterna”, ressaltou a delegada, confirmando o que o PORTAL DO ZACARIAS já havia adiantado.



Cauã está agora sob os cuidados da...

Segundo Juniana Gomes, Cauã, “apesar de ser muito pequeno, de ter apenas dois aninhos, relata que a mãe deu um murro nele”.





...avó paterna (Fotos: Divulgação)

De acordo com a delegada, a mãe nega, alegando que os hematomas no rosto da criança foram produzidos por uma queda.

A delegada disse que assim que ouvir o pai de Cauã, Juliano Melo, de 26 anos, o que deverá ocorrer esta semana, ela remeterá o inquérito à Justiça.





Compartilhe esse artigo! Facebook +Google Twitter Pinterest

Nenhum comentário: