Veja o que a mulher que aparece na foto fez ao filho de apenas 2 anos "Ela é um demônio" diz tia

Compartilhe esse artigo! Facebook +Google Twitter Pinterest



Dê uma boa olhada na mulher que aparece na foto acima. Parece uma pessoal normal, não é mesmo? Mas não é, definitivamente não é. Uma pessoa normal jamais faria com o filho de dois anos – ou com o filho de qualquer idade - o que ela fez.

Ela se chama Yana Oliveira, tem 19 anos e mora na rua Amazonas, em frente ao INSS, no bairro da Compensa, Zona Oeste de Manaus, onde ocorreu a barbárie.




Yana Oliveira gosta de se exibir nas redes sociais


Os hematomas que você vê no rosto da criança foram causados por vários socos que Yana deu no pequeno e indefeso Cauã, dentro de casa, só porque ele havia acordado chorando.

A tia de Cauã, Monique Santos, contou ao PORTAL DO ZACARIAS que a agressão ocorreu na noite do dia 20 deste mês.

Acompanhe o relato da tia:




Monique Santos: "Ela é um demônio"


“No dia 21 de manhã eu procurei o 19º DIP (Distrito Integrado de Polícia) e de lá me encaminharam para a Depca (Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente ), que entrou em contato com o Conselho Tutelar. Quando deu meio-dia, apareceram dois policiais militares, uma assistente social e uma pessoa do Conselho Tutelar.





Quando eles bateram na porta da casa, ouviram a Yana esculhambando com o Cauã enquanto dava banho nele. Imediatamente, os policiais entraram e pegaram a criança. A Yana e o meu irmão, que se chama Juliano e que é conivente com o que ela faz com o filhinho deles, começaram a agredir verbalmente todo mundo. Os policiais então deram voz de prisão aos dois, que saíram algemados direto para a Depca. Os vizinhos queriam linchar eles, mas os policiais não deixaram. Infelizmente eles foram soltos no mesmo dia e ainda chegaram rindo da nossa cara. É que eu, minha mãe e eles temos casas no mesmo terreno.






Assim que prenderam os dois, levamos o Cauã para fazer exame de corpo de delito no IML (Instituto Médico Legal), onde ficou provado que as marcas no rostinho dele foram produzidas por agressão, embora a Yana diga que foram causadas por uma queda na esteira.

Agora a guarda do Cauã está com a minha mãe, estamos cuidando dele. O Cauã é uma criança meiga, mas com certeza vai ficar traumatizado, até porque não é de hoje que a mãe maltratava ele. Essa mulher é um demônio. Deus nos livre dela”.




Fonte: Portal do Zacarias
Compartilhe esse artigo! Facebook +Google Twitter Pinterest

Nenhum comentário: