Enfermeira usa método completamente bizarro para ter bumbum de Kardashian

Compartilhe esse artigo! Facebook +Google Twitter Pinterest
A enfermeira tomou a decisão de se submeter a uma cirurgia chamada "Brazilian Butt Lift"




Famosa pelo corpão e pelo estilo, Kim Kardashian inspira muitas mulheres em todo o mundo. Mas algumas exageram nas estratégias para conquistar as curvas da famosa. Foi o caso da enfermeira norte-americana Marlene Chiena, de 36 anos, que se submeteu a um método bizarro - e perigoso - para chegar ao seu objetivo.

Ao Daily Mail, Marlene disse que não importa quanto exercício fizesse, nunca iria obter os resultados que queria. Ela relatou que, durante anos, ela malhou pesado, de cinco a seis vezes na semana e, no período mais “focado”, chegava a fazer 300 agachamentos por dia.

Sem sucesso, a enfermeira tomou a decisão de se submeter a uma cirurgia chamada "Brazilian Butt Lift", que consiste em aspirar gordura de outras partes do corpo e injetar no bumbum. Como não tinha muita gordura corporal, ela precisou ganhar peso antes da cirurgia e, então, iniciou uma dieta de engorda.

Marlene passou a se alimentar apenas de fast-food, com muita pizza, sorvete, hambúrguer, entre outros itens extremamente calóricos. Em poucos meses, ela ganhou 9 quilos.

Cirurgia para aumentar o bumbum

Após engordar o necessário, ela se submeteu à cirurgia. Os médicos retiraram gordura de seu abdômen, braços, coxas, costas e flancos, e, depois, injetaram no bumbum para que ficasse maior. Ao todo, foram transferidos quase 2 kg de gordura.

O procedimento, realizado pelo cirurgião plástico Michael Salzhauer, mais conhecido como "Dr. Miami" e um dos mais procurados da região, e durou cinco horas. Marlene afirma ter gastado mais de R$ 40 mil em procedimentos estéticos para ficar com o bumbum da Kim Kardashian.

"Tive emoções diferentes em relação aos procedimentos. Estava animada, ansiosa, nervosa, feliz e assustada, tudo ao mesmo tempo. Mas estava pronta para ter o corpo que queria. E estou tão animada com meu novo corpo que comprei roupas que Kim usaria, como corpetes e saias lápis que ela está sempre vestindo", disse ela.





Procedimentos custaram mais de 40 mil reais



Riscos do procedimento
Mesmo tendo um resultado positivo, o processo de transformação de Marlene é perigoso por dois motivos: primeiro porque a dieta feita por ela foi composta por alimentos ricos em carboidratos e gordura trans, que são nocivos à saúde; segundo porque a lipoaspiração é uma cirurgia muito invasiva e arriscada. "Muitas pessoas ainda acham ridículo fazer cirurgia plástica, mas posso atestar que alguns resultados não podem ser alcançados com dieta e exercício. Mas a partir de agora, vou aproveitar meu novo corpo antes de adicionar quaisquer outras cirurgias", afirmou ela, que há quatro anos também colocou prótese nos seios.

Confira fotos de Marlene antes da cirurgia e do resultado final:


































Fonte: Bolsa de Mulher
Compartilhe esse artigo! Facebook +Google Twitter Pinterest

Nenhum comentário: