Governo do Maranhão avança com programas de educação em todos os níveis de ensino

Compartilhe esse artigo! Facebook +Google Twitter Pinterest


Resultado de parcerias entre as mais diversas secretarias de Estado e prefeituras municipais, as ações de promoção da educação no Maranhão já somam resultados em todos os níveis de ensino e aprendizagem.

Na semana passada, o governador Flávio Dino entregou e vistoriou 30 escolas do Ensino Médio reconstruídas, dentro do programa de reformas que contemplará reconstruções e manutenções em mais de 100 unidades de ensino em todo o estado até o fim de 2016, num esforço que é resultado de parceria entre as Secretarias de Estado de Educação (Seduc) e a de Infraestrutura (Sinfra).

A reconstrução de escolas também envolve o ‘Programa Escola Digna’ que, em parceria com prefeituras, substituirá escolas de taipa e palha por prédios de alvenaria.

Além dessas ações de reestruturação da rede física, há o incremento das atividades escolares por meio do investimento em preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), com os ‘Aulões do Enem’; o Programa de intercâmbio internacional ‘Cidadão do Mundo’; e os programas de popularização científica como o ‘Planetário da Ciência’ e a ‘Caravana Luminar da Ciência’, ações da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Invocação (Secti).

Para incentivar a permanência na escola de estudantes em situação de vulnerabilidade social, o Governo do Estado criou o Programa ‘Bolsa Escola – Mais Bolsa Família’, com auxílio financeiro para a aquisição de material escolar, pago às famílias no início do ano letivo, ação coordenada pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes).

“A educação é prioridade absoluta do governo. Nossas crianças, jovens e adolescentes merecem atenção no presente, não apenas no futuro. É por isso que a educação está, todos os dias, nas nossas pautas de ações”, disse Flávio Dino durante reinauguração de escola no município de Icatu, na semana passada.

Novos Campus e Cursos abertos na Uema  

Dentro da estratégia de interiorização e ampliação do Ensino Superior do Estado, o Governo do Maranhão iniciou processo de licitação para a construção de campi da Universidade Estadual do Maranhão (Uema) nos municípios de Imperatriz, São João do Patos e São Bento.

Além da ampliação física, a Uema criou uma plataforma de cursos gratuitos, com material disponibilizado no ambiente virtual da Universidade, os chamados cursos abertos, que se transformaram num fenômeno online e vêm ganhando rápida aceitação da comunidade.

Graduação e Mestrado em Engenharia Espacial

Numa Parceria com o Ministério da Defesa, por meio do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), e do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA), o Governo do Maranhão está organizando a graduação e o mestrado em Engenharia Espacial. O acordo de cooperação técnica e a preparação dos professores da Rede Estadual já foram encaminhados e a previsão é de abertura da primeira turma de graduação em 2017.

Fapema investe R$ 40 milhões na produção científica maranhense  

Com a implantação de gestão transparente e inovadora, a Fundação de Amparo à Pesquisa e Desenvolvimento Científico do Maranhão (Fapema), investe R$ 40 milhões por ano com o lançamento de editais e financiamento de bolsas, privilegiando áreas como a igualdade de gênero, étnico racial e de economia criativa. A Fapema investe nos jovens do ensino médio em projetos de iniciação científica. Os editais da Fapema são construídos de forma participativa, com pesquisadores convidados a se integrarem em oficinas de planejamento.

Compartilhe esse artigo! Facebook +Google Twitter Pinterest

Nenhum comentário: