Mulher foi morta a facadas no Riacho Fundo por ter ido ao supermercado

Compartilhe esse artigo! Facebook +Google Twitter Pinterest
Discussão por ir fazer compras teria sido a motivação. No entanto, segundo o delegado, brigas eram constantes e marido tinha um ciúme doentio da esposa



A Polícia Civil concluiu o inquérito que investigou a morte Maria dos Santos Moreira de Souza, 36 anos, em Riacho Fundo (Distrito federal). A mulher foi encontrada morta na última sexta-feira (24/6) com uma faca cravada no pescoço. O motivo do crime foi mais que banal, segundo o delegado Raposo, 29ª Delegacia de Polícia (Riacho Fundo I). De acordo com o marido, que confessou o crime e está preso, eles teriam discutido porque ela foi ao supermercado sozinha.

O casal havia combinado de ir ao supermercado juntos, mas Maria foi sozinha. “Ele ficava com aquela sombra do ciúme na cabeça acreditando que ela o traía, tudo somatizou. Ele pegou o garoto de 2 anos e trancou no quarto, foi ao banheiro onde ela estava tomando banho, a agarrou por trás e esfaqueou”, contou o delegado.

Segundo Raposo, o homem foi totalmente frio no depoimento e também no momento do crime. “Enquanto ela estava respirando ele estava esfaqueando, foi isso que ele me contou. Ele deixou a faca cravada e ainda tomou banho”, disse o delegado. O homem teria ainda confessado o crime para uma amiga.

Agora, o inquérito será encaminhado à justiça que deverá julgar Clebsom Moreira por feminicídio. “Infelizmente, foi esse motivo horroroso e não foi o primeiro. A motivação foi o gênero”, explicou o delegado. Feminicídio é um crime previsto no Código Penal Brasileiro que é definido como “matar cônjuge, companheiro ou parente consanguíneo até terceiro grau, em razão dessa condição.”

Compartilhe esse artigo! Facebook +Google Twitter Pinterest

Nenhum comentário: