Mais duas cidades têm Situação de Emergência decretada no Maranhão

De acordo com a Defesa Civil Estadual, Formosa da Serra Negra e São Luís Gonzaga foram incluídas no rol de municípios com quadro considerado grave



A Defesa Civil Estadual confirmou a O Estado que mais duas cidades maranhenses – Formosa da Serra Negra (distante 650 quilômetros de São Luís) e São Luís Gonzaga (a 250 quilômetros da capital) – foram incluídas no rol daquelas em Situação de Emergência devido às fortes chuvas. De acordo com o órgão, além delas, também estão em quadro considerado grave os seguintes municípios: Marajá do Sena, Pedreiras, Trizidela do vale, Lago dos Rodrigues, Presidente Vargas, Brejo, São João do Sóter, Tuntum e Caxias. Doações são recolhidas, pela Cruz Vermelha do Maranhão e outras instituições, para as famílias nas cidades atingidas.

Ainda segundo o órgão, quase 8,9 mil pessoas foram afetadas direta ou indiretamente pelas chuvas no estado. O Núcleo de Meteorologia da Universidade Estadual do Maranhão (Nugeo da Uema) informou que há uma nebulosidade considerada atualmente na América do Sul. De acordo com o Núcleo, no Maranhão, apesar da área nebulosa, a Zona de Convergência Intertropical no norte do território maranhense, em especial, e em outras áreas é o fator apontado pela elevação súbita nos índices pluviométricos nas últimas semanas.

Em relação à quantidade de famílias afetadas por causa das chuvas, de acordo com dados do Governo do Maranhão, a situação mais grave é em São João do Sóter. Na cidade, no total, foram 483 famílias atingidas e que estão fora das residências por ameaças de desmoronamento e/ou inundações. Em Presidente Vargas, o quadro também é alarmante, com pouco mais de 300 famílias atingidas.

Até ontem, 16, segundo a Defesa Civil, além das cidades em situação de emergência, outras estavam em alerta, como São Luís Gonzaga, Rosário, Timbiras, Cantanhede, Nina Rodrigues, Paulino Neves e Araioses. De acordo com o Governo, equipes do órgão estão nessas localidades mapeando as áreas consideradas de risco e evitando outros danos em virtude das chuvas.

Além dos desabrigados, as chuvas provocaram mortes este ano, no Maranhão. Em Barra do Corda, na semana passada, duas pessoas morreram em consequência das fortes chuvas. Entre as vítimas está uma criança que foi levada pela enxurrada. Nos 10 primeiros dias do mês, de acordo com o Nugeo da Uema, choveu metade do previsto para todo abril.

Tuntum

Em Tuntum, distante 380 quilômetros da capital maranhense, de acordo com informações da administração municipal, as águas do Balneário Tiúba, um dos cartões-postais da cidade e que ameaçava romper até a semana passada, baixaram de forma considerável.

Aos poucos, as famílias começam a retornar às residências. A cidade foi considerada a mais atingida pelas chuvas recentes no Maranhão.

Em Caxias – cidade em Situação de Emergência -, de acordo com informações do Nugeo, a previsão para hoje, 17, é de céu encoberto, com pancada esparsa de chuva.






Mais de uma tonelada de roupas foi recolhida na Cruz Vermelha

Doações chegam a todo instante na sede da Cruz Vermelha do Maranhão (que fica localizada na Avenida Getúlio Vargas, no Monte Castelo, em São Luís) e que serão levadas para as famílias atingidas pelas chuvas no interior do estado. De acordo com a instituição, até ontem, 16, mais de uma tonelada de roupas havia sido recolhida. Além de peças de vestuários, alimentos e água também serão levados.

Ao receber as roupas, em especial, os voluntários da Cruz Vermelha fazem a seleção daquelas que estão em condições de uso. “Este é um trabalho diário e que conta com o esforço de muita gente”, disse Cleidiane Ferreira, integrante da Cruz Vermelha. Ela aponta que, atualmente, a necessidade maior de doações é em relação a alimentos. “Estamos precisando de alimentos para levar às famílias”, disse.

As doações podem ser feitas de forma presencial, na própria sede da Cruz Vermelha, ou ainda por meio do telefone (98) 32210864. Neste caso, o (a) interessado (a) deve informar o endereço e o órgão irá buscar os donativos. “Não há um mínimo de doação. Quem puder doar um pacote de arroz, por exemplo, que doe”, afirmou Cleidiane.
A dona de casa Francinete Costa, moradora da Vila Luizão, entregou uma cesta básica na tarde de ontem, 16, à Cruz Vermelha. “Eu fiquei com muita pena daquelas pessoas e penso que é o mínimo que posso fazer”, afirmou.


Cidades em situação de emergência
Marajá do Sena
Pedreiras
Trizidela do Vale
Lago dos Rodrigues
Presidente Vargas
Brejo
São João do Sóter
Tuntum
Caxias
Formosa da Serra Negra
São Luís Gonzaga


Fonte: Defesa Civil Estadual

Nenhum comentário:

Postar um comentário