STF ensina Flávio Dino sobre censura e liberdade de expressão…

Ao derrubar a lei que proibia páginas de humor sobre candidatos durante o processo eleitoral, Supremo estabeleceu: “os que não querem ser satirizados, que não sejam candidatos”, tapa na cara do comunista, que insiste em sua doutrina ditadora


Editorial

A decisão do Supremo Tribunal Federal sobre o uso de páginas de humor, charges, sátiras e ironias de candidatos durante o processo eleitoral deveria ser lida como uma aula de direito por juízes e advogados maranhenses.

Os ministros entenderam que proibir o humor nas eleições é um atentado contra a liberdade de expressão e uma forma de censura à imprensa.

Todos os tiranos temem o imaginário. Quem gosta de mordaça é tirano. Quem gosta de censura é ditador – afirmou a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, ao estabelecer seu voto contrário à censura.

O ministro Alexandre de Morais também foi direto ao ponto:

Quem não quer ser satirizado, fique em casa, não se ofereça para exercer cargo político – disse ele.



Além da decisão de liberar o humor e a sátira nas eleições, o STF também garantiu o direito de crítica e de opinião contrária a candidatos.

E é por isso que este blog faz questão de ilustrar este post com algumas das sátiras e ironias do tiran.., ops!, do governador Flávio Dino (PCdoB).

Espera-se também que os juízes que compõem a corte eleitoral maranhense entendam de uma vez por todas a Constituição e a Liberdade de Expressão.



A decisão unânime da Corte Suprema brasileira – 11 votos a zero – além de ensinar Flávio Dino, abre caminho para outras decisões contra a censura imposta no Maranhão.

Ontem mesmo, o Ministério Público Eleitoral maranhense já deu parecer favorável a um recurso contra a decisão do TRE maranhense, que cassou o direito de se comparar Flávio Dino a um ditador. (Entenda aqui)



Este blog, inclusive, já prepara recurso para ter de volta dois posts censurados pelos juízes eleitorais Cleones Cunha e Eduardo Moreira, que também seguiram o modelo dinista de ver o mundo. (Saiba aqui e aqui quais os posts censurados)

É uma forma de se impor contra o autoritarismo e banir a censura de uma vez por todas do estado democrático de direito.

Espera-se, portanto, que a lição dos ministros tenha sido um freio na ânsia ditatorial do comunista maranhense.

E viva a liberdade de expressão…

Fonte: marco aurelio deca

Nenhum comentário:

Postar um comentário