Relator do caso de Lula no TRF4 revoga decisão de plantonista e mantém Lula preso

Desembargador Gebran Neto revoga decisão tomada pelo plantonista e mantém Lula preso



O desembargador João Pedro Gebran Neto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), relator do caso tríplex que condenou o ex-presidente Lula a 12 anos e 1 mês de prisão, cancelou a decisão do desembargador plantonista Rogério Favreto de libertar o petista.

Gebran Neto confirmou a incompetência de Favreto para decidir sobre o caso de Lula e determinou que a Polícia Federal mantenha o petista preso.

Favreto, que foi filiado ao PT por 20 anos, havia concedido habeas corpus para suspender o cumprimento da pena e libertar Lula a pedido de parlamentares petistas, que já estavam na Polícia Federal, em Curitiba, aguardando a publicação da decisão.

Logo em seguida, o juiz federal Sérgio Moro determinou que a PF não cumprisse a ordem de soltura alegando que Favreto era “incompetente” para tomar tal decisão, entendimento também do Ministério Público Federal, e aguardasse a manifestação do relator Gebran Neto.



Nenhum comentário:

Postar um comentário